fbpx

A vida pede para sermos Multitarefa. Mas é produtivo?

Mito do Multitarefa

Todos nós buscamos produtividade e eficiência hoje em dia. Quem não gosta da ideia de realizar várias coisas ao mesmo tempo e limpar a listinha de to-do’s? Mas o que a ciência diz sobre sermos multitarefa?

 

Nas últimas décadas, a neurociência vem estudando cada vez mais sobre a capacidade do nosso cérebro engajar-se em mais de uma atividade ao mesmo tempo e tem sido unânime a constatação de que ser Multitarefa é um mito e é menos produtivo.

 

Mito do Multitarefa

O cérebro humano é adaptado para fazer mais de uma atividade ao mesmo tempo?

 

Jim Taylor, doutor em psicologia e professor da Universidade de São Francisco, é especialista no assunto Multitarefa e diz que só conseguimos fazer mais de uma atividade ao mesmo tempo em 2 situações bem específicas:

 

  1. uma das atividades é tão bem aprendida e automática que não exige foco ou atenção (como por exemplo comer e andar, ouvir rádio e dirigir)
  2. as atividades envolvem áreas diferentes do cérebro. Como por exemplo ler e ouvir música clássica, já que sons instrumentais não requerem processamento cognitivo como a leitura. No entanto se fosse música com letras, a retenção da leitura seria prejudicada porque ambas atividades ativam o centro do cérebro ligado à linguagem.

 

O Multitasking que consideramos é na verdade um serialtasking, ou seja, alternamos entre diversas atividades e isto tem um custo muito alto – seja de foco, energia e saúde mental.

 

Dificilmente percebemos que estamos mudando o foco de uma para outra pois dois motivos:

  1. As mudanças de foco entre uma atividade e outra são bastante rápidas, então temos a impressão de estarmos fazendo duas atividades ao mesmo tempo.
  2. Nosso cérebro gosta de novidade, ao alternamos entre atividades ativamos o mecanismo de busca-novidade e busca-recompensa e temos uma breve sensação de bem-estar ao estarmos envolvidos em diversas atividades.

 

Produtividade

O que perdemos tentando fazer várias atividades ao mesmo tempo?

Pesquisas científicas mostram que alternar entre uma atividade e outra – como por exemplo falar no celular, ver os emails e escrever uma mensagem – na verdade faz você perder muito mais tempo e ser menos produtivo do que se fizesse uma atividade por vez.

 

Ao realizar várias atividades ao mesmo tempo gastamos até 40% mais tempo do que fazer uma atividade por vez. Isto porque a cada vez que interrompemos em uma atividade, o cérebro demora até 1 minuto para ter o mesmo foco novamente, além de ficar “preso” na atividade anterior, o que gasta muito mais energia mental também.

 

Como Mindfulness ajuda na produtividade?

Cultivar a Atenção Plena, o estado de Mindfulness, nos ajuda a viver no momento presente e com isso desenvolvemos nossa capacidade de foco e concentração.

Criamos aqui um método de 4 passos para organizarmos as atividades do dia e sermos mais Mindfuls com nosso tempo e tarefas:

 

  1. Faça uma pausa antes de começar uma nova atividade – Permaneça por 1 minuto atento ao seu corpo e sua respiração. Com tranquilidade e presença.
  2. Mentalmente visualize você realizando a tarefa. Sinta a sensação de ter cumprido ela por inteiro e visualize o resultado pronto.
  3. Técnica Pomodoro – Estabeleça um tempo para realizar aquela atividade, ligue um timer e garanta que durante este tempo vai se dedicar somente à esta atividade.
  4. Estabeleça um período do para resolver pendências digitais – emails, notificações, mensagens. Isto vai te aliviar da tendência em parar o que está fazendo para checar estas pendências.

 

Se quiser avançar um pouco na prática de Mindfulness, recomendo fazer a prática de Mindfulness de 4 minutos antes de começar cada atividade. Veja a prática aqui.

Share on facebook
Share on email
Share on whatsapp

Artigos relacionados